Política é o novo Esporte?

9 Out

Acho que já não é nenhuma novidade que a política tenha se tornado um prêmio, uma conquista alcançada por muitos e almejada por líderes comunitários, boleiros, judocas, cantores, humoristas, atores e até participantes de reality show’s. Não sei quanto a vocês, mas eu me preocupo com essa mudança brusca, esse tapa no meio da cara que a nossa política tem recebido a cada dois anos. É hora de acabar com essa invasão pop dentro das câmaras e nas nossas calçadas, hora de impor novas regras e de fiscalizá-las como se deve!

Essa invasão só tem um motivo: A facilidade em se candidatar, se eleger e não exercer o devido trabalho. É por essas facilidades que os cargos políticos estão aí, sendo ocupados por desclassificados quaisquer, analfabetos, palhaços e outros tantos rostos conhecidos que, sem ter uma plataforma, chegam onde querem.

Se eleição política virou esporte, e parece ser cada vez mais procurada por candidatos torpes, então proponho novas regras para a prática:

1-      Para se candidatar a prefeitura municipal, o candidato deve ter exercido ao menos um mandato como vereador, deputado estadual ou federal ou ter sido vice de um prefeito em mandatos anteriores.

2-      Para se candidatar a presidência da república, o candidato deve ter ao menos uma graduação universitária.

3-      A partir do momento da candidatura e durante o período de eleição, os candidatos devem utilizar única e exclusivamente serviços públicos: transporte, saúde e educação.

4-      Fica expressamente proibido ao candidato o uso de qualquer tipo de fantasia, uniforme ou qualquer conotação/apelo sexual para uso em campanha televisiva ou impressa.

5-      Em caso de empate na disputa para prefeitura municipal, a resolução da eleição não será decidida pela idade do candidato, ganhando o mais velho, mas por número de mandatos políticos já exercidos sem qualquer tipo de escândalo ou envolvimento em processos políticos.

6-      Durante o período eleitoral, cada candidato terá um número limitado de material a ser utilizado. Entende-se por material: cavaletes, panfletos, adesivos, broches etc.

7-      No dia das eleições a cidade deve estar limpa de qualquer material de cunho eleitoral. O partido que se abster de limpar a cidade antes da meia noite do domingo de eleições, será punido, e o candidato terá sua candidatura impugnada.

8-      Qualquer crime eleitoral constatado de parte partidária será severamente punido com a impugnação de seus candidatos.

9-      Antes de qualquer candidatura o aspirante ao cargo deve fazer uma prova, assim como qualquer servidor público. Somente passando na prova o candidato ganhará o direito de participar das eleições.

10-  Aos ocupantes da câmara de vereadores e deputados federais e estaduais, o salário será proporcional ao número de dias trabalhados e comparecimento em seções oficiais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: