Titanic em 3D nos Cinemas

12 Abr

Se Harry Potter marcou uma geração, Titanic marcou várias! Um dos maiores clássicos já filmados, indicado a 14 Oscars e vencedor de 11, com uma das bilheterias mais impressionantes da história do cinema.

O RMS Titanic, transatlântico da White Star Line, construído em Belfast na Irlanda, saiu do porto de Southhampton na Inglaterra na noite de 10 de abril de 1912, e jamais atingiria seu destino final, Nova Iorque.  Mais de 1.500 mortos em uma história trágica contada pelas lentes do diretor James Cameron, que escreveu e dirigiu o longa Titanic, pintado com um grande romance entre seus acontecimentos trágicos.

Em abril de 2012, quando completa seus 100 anos de primeira e última partida, o transatlântico recebe várias homenagem simbólica. O filme que emocionou toda geração que pôde vê-lo nas grandes telas do cinema, agora retorna com a tecnologia 3D.

É engraçado depois de tantos anos assistindo pela televisão, DVD, e até pelas fitas VHS – lembra de rebobinar as DUAS fitas? Eu lembro  – poder sentar em uma grande sala de cinema, segurando um óculos 3D e ouvir ‘My Hart Will Go On’ de Celine Dion, enquanto vejo Rose e Jack como nunca antes eu pude vê-los.

O final, infelizmente, é o mesmo…mas é tão cômico, ironicamente, olhar para os lados e ver as pessoas aflitas enquanto a água sobre, ou então quando Rose mira o machado para libertar Jack das correntes que o aprisionam em uma das cabines, como se algo pudesse ter sido mudado, nesse tempo todo, mas não, o final permanece sendo o mesmo, assim como a aflição e a comoção continuam ali intactas.

Em recente documentário apresentado no National Geographic, onde James Cameron se reúne com os expedicionários e especialistas que encontram os restos do Titanic, e juntos discutem sobre diversos aspectos que hoje, após a filmagem, podemos saber que foram um pouco diferentes, algumas considerações foram feitas. Um dos aspectos discutidos foi o sentido em que o navio foi para o fundo do oceano. Ele realmente emborcou, mas a sua popa levantou e formou entre 19° e 23°, e não mais de 35° como o filme apresenta. Outro fator contestado foi a descida linear com que o Titanic entra por inteiro no atlântico, embora na verdade ele tenha quebrado, e sua segunda parte, a popa, tenha virado de lado e entrado pouco a pouco na água.

Bom, erros à parte – e nesse site você pode conferir mais de 200 deles – uma coisa é impossível de ser transformada, embora o céu de uma cena ou outra possa ser mudado por contestações de cientistas em relação à posição das estrelas, a tragédia da noite gélida de 1912 não pode ser modificada.

As imagens parecem de uma filmagem recente, de um longa moderno produzido nos dias de hoje, ou de ontem, mas não de 1997! É tão atual, melhor do que muitos lançamentos que tem a pretensão de um bom longa de época. Mas nada bate Titanic, sua tecnologia ainda atual, sua fotografia incomparável, sua trilha sonora emocionante, a atuação de grandes atores, os efeitos que revolucionaram o cinema. É realmente um marco para a história do cinema, da navegação, e para a história de mais de 2.200 nomes.

Não deixe de conferir nos cinemas, assista TITANIC em 3D nas telonas. Sinta, ouça, se emocione e chore!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: